sexta-feira, 15 de abril de 2016

Instituições se reúnem em prol da Educação Especial


No dia 02 de abril estiveram reunidas nas dependências do IPC, em Curitiba, cinco instituições que atendem pessoas com deficiência visual: (IPC) Instituto Paranaense de Cegos,(AFAN) Associação Feminina de Amparo ao Deficiente Recém-Nascido, (FACE) Fundação de Assistência à Criança Cega,  (ADEVIPAR) Associação dos Deficientes Visuais do Paraná e a Reeducação Visual do (CRAID) Centro Regional de Atendimento Integrado ao Deficiente.
 
Na pauta, estava a minuta elaborada por uma comissão do Conselho Estadual da Educação (CEE), propondo modificações na Deliberação N. 02/2003, que regulamenta a Educação Especial no Estado do Paraná.


Diversas mudanças foram sugeridas pelos profissionais presentes, em relação a minuta originalmente proposta pela comissão do CEE. Na realidade, existem conflitos consideráveis em muitos pontos, entre a legislação do Estado e a legislação nacional que trata da Educação Especial.


Todas as propostas serão encaminhadas ao CEE, junto com o pedido que o colegiado realize audiências públicas pelo interior do Estado, a fim de garantir um amplo debate e o direito da participação das pessoas com deficiência, principais interessadas nesta normatização.

Para que o lema "Nada sobre nós sem nós", seja efetivamente garantido e as pessoas com deficiência estejam contempladas, o modelo de consulta pública adotado pelo CEE, é restritivo e não garante a democracia.





Nenhum comentário: