segunda-feira, 1 de setembro de 2014

PALESTRA EM IVAIPORÃ


Na última sexta-feira, dia 29/08), estive em Ivaiporã a convite do Colégio Estadual Barbosa Ferraz.


Fui lá fazer uma palestra com o tema: "A pessoa com deficiência e o mundo do trabalho".



Fui muito bem recebido e tive a oportunidade de saborear aquela comidinha gostosa que dificilmente encontramos aqui em Curitiba. Fogão à lenha, panela de ferro e outros ingredientes que são próprios lá do interior.



No entanto, o que me deixou mais encantado foi o comportamento dos alunos e professores que estavam participando do seminário.



Na educação, virou um certo modismo nossas reclamações das indisciplinas dos alunos. Normalmente, tidos pejorativamente como "bagunceiros", eles sempre aparecem como a turminha do barulho."



Lá, falei por uma hora e meia e não ouvi um pio, foi um silêncio só, todos prestando muita atenção.



Detalhe: eram 350 adolescentes e jovens entre 14 e 20 anos. Na saída do auditório, todos em filas no maior comportamento.



No final da minha fala, só me restou elogiar à todos e concluir que o problema aparente das crianças, adolescentes e jovens, está muito mais nos adultos que não assumem o seu papel de apontar os limites até onde as crianças, os adolescentes e os jovens podem avançar.



Meus parabéns aos alunos e à equipe do Colégio Barbosa Ferraz.



Curitiba, 01 de setembro de 2014.




Professor Enio.


RESPOSTA do  Colégio Estadual Barbosa Ferraz ao Prof. Enio:


" Caro professor Enio!
Agradecemos suas belas palavras, que são um estímulo para nós. Vamos ler
para os alunos e professores!
Nós partilhamos o mesmo posicionamento: o adulto precisa assumir sua função
de ser alguém que sinaliza o caminho, que educa, que coloca limites. Uma
criança ou jovem que tem muita liberdade está abandonado.
Educar dá muito trabalho! Não é tarefa fácil, mas nà£o podemos nos isentar.
Afinal, somos o adulto na relação, não é?
Diálogo, regras, afeto, limites. Equilibrar tudo isso demanda que tenhamos
muito amor e responsabilidade. E quem lida com pessoas tem que amar as
pessoas.

Desculpe não ter me comunicado antes com o professor, mas no sábado tivemos
o curso do Pacto Nacional pelo Fortalecimento do Ensino Médio, com os
professores. Foi muito interessante pois abordamos muitas falas suas, das
nossas conversas da quinta à noite, junto com o professor Ércio e também da
palestra. Foi enriquecedor e contribuiu nos debates sobre o jovem do Ensino
Médio e a questão do trabalho Valeu muito!
Os alunos amaram a palestra! Muito obrigada.
As fotos eu envio assim que o nosso colega organizar. A declaração da
palestra envio junto com as fotos, ok?

Segue um poema do espanhol Gabriel Celaya, que eu acho muito lindo:

Educar
Educar é como colocar motor numa barca
tem que pesar, medir, equilibrar e colocar tudo em marcha.
Mas é confortador sonhar , enquanto se trabalha,
que esse barco, esse menino,
irá muito longe pela água.
Sonhar que esse barco levará nossa carga de palavras
a portos distantes, à ilhas longínquas.
Sonhar que, quando um dia, estiver dormindo nossa própria barca,
em barcos novos seguirá nossa bandeira hasteada!


Um grande abraço:
profª Ângela"

Nenhum comentário: